O que é peeling? Entenda o procedimento

O peeling é um tratamento indicado para amenizar manchas e marcas na pele. Serve para a remoção de células mortas e procura suavizar as alterações decorrentes ao envelhecimento da pele. O peeling também é utilizado no tratamento contra flacidez e em rugas. O peeling, pela capacidade de “trocar a pele”, é também utilizado com algumas alterações como: acne e manchas de sol. O peeling pode ser feito no verão e no inverno, somente é necessário não se expor diretamente ao sol nos dias seguintes ao procedimento.

De que forma a pele deve ser preparada para o peeling?

A preparação da pele é um período que pode ser de alguns dias a semanas antes do peeling, com hidratação, fotoproteção, eliminação de manchas preexistentes etc.

Entenda melhor o que é o peeling:

Como o peeling age?

Para você entender como peeling age é importante entender um pouco sobre as camadas da pele. A pele é composta por duas camadas principais que se chamam epiderme e derme. A epiderme é composta por 5 camadas: a Córnea, a Lúcida, a Granulosa, a Espinhosa e a Basal. Já a derme é dividida entre as camadas papilar e reticular. As duas camadas são divididas pela membrana basal que possui células que regeneram a pele. Existem diversos tipos de peeling, como os químicos (demandam substancias químicas como o acido tricloroacético, acido glicólico e o acido salicílico), o peeling físico, entre outros.

O que é peeling? Entenda o procedimento

O peeling pode ser aplicado de forma superficial, muito superficial, de forma media ou de forma profunda na pele, dependendo da região. Cada nível é usado para um tipo de tratamento.

  • Muito superficial: atinge a camada superior da epiderme, ajuda a remover manchas superficiais, descamações e aspereza, além de deixar a pele mais macia e brilhante.
  • Superficial: atinge a epiderme e remove manchas superficiais como acne ativa, pequenas rugosidades e aspereza. É indicado para a redução de oleosidade, e como ajuda a diminuir a acne, é indicado para adolescentes. O processo também pode clarear sardas além de disfarçar a aparência de estrias.
  • Médio: atinge a epiderme, derme papilar e camadas superficiais da derme reticular e é utilizado para suavizar manchas, cicatrizes de acne e rugas finas.
  • Profundo: é o mais forte de todos, deve ser feito em uma clinica com o uso de anestésicos. atinge a derme reticular e é indicado para suavizar o envelhecimento da pele, além de cicatrizes profundas de acne.

O que é peeling? Entenda o procedimento

O peeling, por ser um procedimento abrasivo, deve ser realizado por profissionais especializados, para não causar nenhum tipo de ferimento ao paciente. O ideal é sempre procurar uma Dermatologista especializada para não correr riscos durante o procedimento. O profissional precisa fazer uma avaliação, para saber qual é o tipo mais indicado de peeling para resolver o problema de pele do paciente.

Onde o peeling pode ser aplicado?

O peeling pode ser aplicado em diversos locais, tanto como o rosto, nas nádegas, qualquer superfície que o paciente deseja tratar. Os peelings superficiais podem causar um leve incomodo, mas os peelings profundos demandam anestésicos. Dependendo do tipo de tratamento, o paciente pode ter algumas atividades restritas durante algum tempo, até estar totalmente recuperado.

O que é peeling? Entenda o procedimento

Peeling em Campo Grande – MS

A Dra. Cristiane Comparin é dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e pode te ajudar a recuperar tua autoestima através de diversos tratamentos, incluindo o peeling.

 

A Dra. Cristiane Comparin, Dermatologista em Campo Grande – MS, atende na Clínica Santé!

 R. Teldo Kasper, 49, Sala 6, Chácara Cachoeira. Campo Grande – MS

 67 3201-8000
 67 99635-3915

Entre em contato

Saiba mais ou tire suas dúvidas sobre Luz pulsada no tratamento para olheiras com a Dra. Cristiane Comparin. Se preferir, você ainda pode agendar uma consulta.

Marque uma consulta
Enviando
A Dra. Cristiane Comparin respeita o Código de Ética Médica do Conselho Federal de Medicina e, entre outras atitudes, não realiza consultas médicas via internet ou qualquer outro meio. De acordo com o Conselho Federal de Medicina é vetado ao médico: consultar, diagnosticar ou prescrever por qualquer meio de comunicação de massa ou a distância (Resolução CFM 1974/2011).